Bom dia! Quarta-feira, 14 de novembro de 2018
NOTÍCIAS
Estudo dos Peixes » Terça, 26/06/2018

Piracanjuba: espécie em extinção, preservada pelo Projeto Piraqué

Com o corpo coberto por escamas, de coloração prateada com reflexos esverdeados e nadadeiras vermelhas, a Piracanjuba (Brycon orbignyanus) ou Pracanjuva,  está entre as espécies preservadas e reproduzidas pelo Projeto Piraqué do Instituto Goio-En.

Pelas diversas interferências humanas, como poluição, destruição das matas ciliares, construção de empreendimentos hidrelétricos e pesca predatória, é considerada uma espécie ameaçada extinção.

Buscando a conservação e reintrodução da Piracanjuba na bacia do Rio Uruguai, a unidade do Projeto Piraqué, em Águas de Chapecó (SC), intensificou os estudos e processos de reprodução durante a safra 2017/2018. Para Rose Mendes, Diretora do Instituto Goio-En, o sucesso na reprodução de alevinos desta espécie em cativeiro é resultado de pesquisas e contribuem para a manutenção da atividade pesqueira e da educação ambiental. Também trará aprendizado na condução do processo reprodutivo executado em cativeiro para outras espécies.

Propiciando o retorno dessa espécie ao habitat, foram repassados para repovoamento do rio Uruguai na safra 2017/2018 mais de mil alevinos de piracanjuba.  A intenção é que a cada safra esse número aumente e a espécie perpetue também em ambiente natural, já que pode ser encontrada na bacia hidrográfica do rio Paraná, Uruguai e da Prata, respectivamente, no Brasil, Uruguai e Argentina.

Para os piscicultores que buscam um diferencial na produção e venda, a piracanjuba é considerada uma espécie com ótima carne para consumo, de alto valor agregado e com características próximas a do salmão. Considerada de grande porte, as fêmeas podem medir até 80 centímetros e pesar até 10 quilos.

Os alevinos de piracanjuba e demais espécies produzidas pelo Instituto Goio-En possuem alto padrão genético, pois todas as matrizes do banco genético são chipadas com transponder alfanumérico para que não ocorra o cruzamento de indivíduos aparentados. Além disso, as características da água, alimentação, processos de manejo e demais práticas seguem padrões que garantem a qualidade dos alevinos e o bem estar animal.


Além da piracanjuba, o Instituto Goio-En reproduz e comercializa alevinos de outras espécies migradoras: dourado, curimbatá, jundiá, pintado amarelo, suruvi bocudo, surubim pintado e piava, durante os meses novembro e fevereiro.

Para conhecer a estrutura do Instituto ou reservar de alevinos, entre em contato pelos telefones (49) 3339 3015, 98417 9237 ou 3321 8168.

EVENTOS
Calendário
D S T Q Q S S
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  
No momento não existem eventos cadastrados.
INFORMATIVO
Cadastre-se e receba nosso informativo
 
Avenida Senador Attílio Fontana, 591E - Bairro Efapi - CEP 89809.000 - Caixa Postal 1141 - Chapecó/SC
Linha Quarta Seção, junto à UHE Foz do Chapecó - Interior - Águas de Chapecó/SC
+55 (49) 3321 8168
+55 (49) 3339 3015
 
EVENTOS
Eventos
NOTÍCIAS
Notícias
Fundeste Unochapecó Pesca e Aquicultura